Brasil que dá certo

O Brasil que dá certo é o Brasil que se encontra, que busca soluções em conjunto e que encontra saídas para todos.

Essa foi a máxima do encontro que o apresentador de TV Sandro Augusto, criador da plataforma Brasil que dá Certo, promoveu nessa terça-feira, no escritório de arquitetura Athié/Wohnrath, em São Paulo.

O Muda Tudo, representado pela co-fundadora da plataforma, Ana Luiza Prudente, foi convidado a abrir a noite. Diversos  líderes brasileiros que estão fazendo diferença no nosso país estiveram presentes. Pessoas que estavam lá reunidas para contar histórias, dividir visões e experiências e para inspirar mais gente a fazer o mesmo e, dessa forma, construir um país melhor.

Ana Luiza Prudente, co-fundadora do Muda Tudo, apresentando o evento Brasil que dá certo
Ana Luiza Prudente, co-fundadora do Muda Tudo, apresentando o evento Brasil que dá certo

O encontro homenageou a empreendedora Alcione Albanesi, presidente da Amigos de Bem, uma organização que ajuda mais de 60 mil pessoas no sertão nordestino. Há exatamente dois anos, um incêndio destruiu o centro de armazenamento e distribuição da Amigos do Bem em Pernambuco. O golpe foi duro, mas Alcione, com a ajuda de sua rede de colaboradores, deu a volta por cima e, hoje, faz ainda mais do que fazia há dois anos. Com o maior sorriso no rosto e garra para dar e vender.

Ana Luiza Prudente entrevistando Alcione Albanese, da organização Amigos do Bem

Entre os palestrantes da noite, estavam Wendell Carvalho (especialista em desenvolvimento pessoal e mudança comportamental), que falou sobre a importância de foco e constância para alcançar o sucesso; Alvaro Garnero (empresário e apresentador de TV), ressaltou o papel fundamental que tem o setor de entretenimento para movimentar a economia do país; Eduardo Gouveia (presidente da Cielo) sublinhou a necessidade de inspirar as pessoas; José Luiz Rossi (presidente da Serasa Experian na América Latina) defendeu o papel fundamental da educação para mudar o nosso país e Cristina Palmaka (presidente da SAP no Brasil ) falou sobre o poder da inclusão tecnológica na vida de jovens brasileiros.

Sandro Augusto, idealizador do Brasil que dá certo
Sandro Augusto, idealizador do Brasil que dá certo

A noite, super inspiradora, fechou com chave de ouro nas palavras de Eduardo Lyra, criador do Instituto Gerando Falcões, que atua em comunidades da periferia de São Paulo, transformando a vida de milhares de pessoas por meio do esporte, da arte e da música:

Nós temos um povo incrível, lotado de gente branca, negra, rica, pobre, … gente maravilhosa, um povo extraordinário, mas tem um teto que alguém disse que existe, um limite para que a gente possa voar. Eu acho que o nosso desafio é olhar para nós mesmos e dizer: a partir de hoje eu estou eliminando o teto… O Brasil que eu acredito é um Brasil com menos muros e mais pontes. O que significa isto: estamos juntos. É o branco com o preto, o rico com o pobre, direita com esquerda, gay com evangélico … Quando a gente se mistura e faz essa conexão não tem para ninguém.”

Eduardo Lyra, do Gerando Falcões
Eduardo Lyra, do Gerando Falcões

É isso aí! Essa união é o Brasil que dá certo. E como o Edu Lyra resumiu muito bem: “O país é nosso.”

Veja no Muda Tudo:

Doação, um ato que pode mudar o Brasil