Brasil tem melhor app social do mundo

3 jovens de Alagoas estão por trás do melhor aplicativo de inclusão social do mundo, segundo a ONU. Ronaldo Tenório, Carlos Wanderlan e Thadeu Luz são os criadores do Hand Talk, um app que está revolucionando a maneira como os deficientes auditivos se comunicam no Brasil.

Quando Ronaldo Tenório fala sobre o projeto, é impossível não ficar emocionado. Ele foi um dos palestrantes do Green Nation Fest, no Museu do Amanhã, no Rio, e arrancou aplausos de pé da platéia. O aplicativo foi resultado de 4 anos de trabalho e visa a facilitar a comunicação com pessoas com deficiência auditiva.

Rogério Tenório

Segundo estimativas, cerca de 300 milhões de pessoas no mundo tem algum tipo de deficiência auditiva. E, de acordo com dados do IBGE divulgados em 2010, só no Brasil são 10 milhões de pessoas com problemas de audição. Desse total, aproximadamente 70% não foram alfabetizadas em português e dependem da linguagem brasileira de sinais para se comunicar, a chamada LIBRAS.

Para quebrar essa barreira de comunicação, Ronaldo e seus dois sócios criaram o Hugo, um simpático avatar em 3D que atua como intérprete virtual do português para a linguagem brasileira de sinais. O Hugo é o personagem-chave do aplicativo Hand Talk e vem conseguindo alcançar seu objetivo de forma brilhante: a inclusão social de pessoas surdas.

Hugo reage a comandos de voz, texto e imagens, convertendo-as em tempo real para a linguagem dos deficientes auditivos. E ele é um excelente professor para que as pessoas aprendam a se comunicar em LIBRAS.

O app foi lançado em 2012 e, em 6 meses, Hugo realizou 10 milhões de traduções. No mesmo ano, o aplicativo foi considerado o projeto mais inovador do Brasil pelo Rio Info e, no ano seguinte, foi eleito o melhor aplicativo entre projetos de mais de 100 países na categoria Inclusão Social do prêmio WSA-Mobile, promovido pela ONU, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. O prémio é considerado o Oscar dos aplicativos.

Hoje o app já teve mais de um milhão de downloads. Mas como é gratuito, os 3 desenvolvem também outros projetos. Um deles é uma ferramenta que permite traduzir uma página de internet para Libras.

Segundo Ronaldo, tão importante quanto os prêmios são as histórias de sucesso do Hugo. Ele conta que os casos que o app ajudou a resolver valem mais do que qualquer coisa. O Dr. Davi Freitas, médico de Alagoas, por exemplo, conseguiu salvar a vida de uma menina surda de 13 anos com a ajuda do aplicativo. A adolescente chegou ao hospital aos prantos, sem que a mãe entendesse o que estava errado. O médico, então, usou o aplicativo para se comunicar com a paciente e descobriu que ela estava com uma terrível dor de cabeça. A partir daí, descobriram que a menina estava com um sangramento no cérebro, que foi tratado imediatamente sem deixar qualquer sequela.

Depois dessa, é impossível não fazer o download, não é?

Para saber mais: www.handtalk.me