Como se aproximar do consumo sustentável?

Nossas escolhas individuais podem parecer pequenas frente aos grandes desafios do mundo atual. Mas, quando somadas, são essas simples atitudes que irão dizer que mundo queremos para nós e para o futuro. Por isso, é nos pequenos atos que mudamos um pouco a nossa vida e as das pessoas ao nosso redor. Repensar a forma como consumimos e buscar um consumo sustentável é uma das transformações mais urgentes.

Conserte o que quebrou

O celular quebrou, o computador parou de funcionar ou a batedeira não liga? Tente consertar! A sociedade altamente consumista em que vivemos tenta nos convencer de que vale mais a pena comprar um objeto novo, que o preço compensa ou que o novo modelo vai te fazer mais feliz. Mas reparar algo que ainda pode ter utilidade ao invés de descartar e trocar por outro contribui para as duas pontas de um problema: torna desnecessária a produção de mais um objeto e diminui a quantidade de lixo descartado no planeta.

Para promover o consumo sustentável, antes de comprar um aparelho eletrônico novo, tente consertar.
Para promover o consumo sustentável, antes de comprar um aparelho eletrônico novo, tente consertar. Foto Photoduet/Freepik

Pegue emprestado ou alugue

Quantos objetos você tem em casa que nunca ou raramente usa? Com que frequência você realmente utiliza a furadeira, a mala de viagem tamanho grande, a panela de fondue?

Quando precisar de uma ferramenta ou de um utensílio que não tem em casa, buscar um consumo sustentável e consciente é pensar em quantas vezes você pretende usar aquele item por mês ou por semestre e, se o número for baixo, pegue emprestado ou alugue ao invés de comprar. Converse com os amigos, vizinhos ou busque em aplicativos de empréstimo e de aluguel e com certeza vai encontrar alguém que tenha exatamente o que você precisa sem precisar pagar por um item novo.

Compre usados

Já se você precisa de algo que sabe que vai utilizar com mais frequência, pode fazer mais sentido comprar. Mas ele precisa ser novo? A internet está repleta de opções de classificados para venda e compra de itens de segunda mão, seja em sites ou em grupos em redes sociais, e nesses canais é possível encontrar objetos em ótimo estado por preços muito abaixo do mercado.

Você estará colocando em uso um objeto que já foi fabricado e está parado e, dessa forma, poupando o planeta de arcar com o alto custo ambiental de produzir um item a mais.

Compre de quem produz

Muitas das coisas que consumimos no dia a dia são feitas e comercializadas por uma grande corporação. Mas fazer escolhas diferentes e priorizar pequenos produtores que estão próximos a você pode fazer uma grande diferença para a economia local e para o planeta.

Compre de pequenos produtores e artesãos.
Compre de pequenos produtores e artesãos para promover o consumo sustentável. Foto yanalya/Freepik

Ao optar por algo feito localmente, seja uma roupa, um alimento, um calçado ou um móvel, você está apoiando um artesão e terá um produto que consumiu menos recursos para ser produzido (por não ter sido feito em grandes indústrias, em longas linhas de montagem por máquinas pesadas), não precisou viajar grandes distâncias (economizando combustível e emissão de carbono) e não foi embalado em grandes quantidades de plástico ou papel.

Resista aos impulsos

Somos constantemente incentivados a comprar. O novo modelo de celular, a roupa pela metade do preço, pague 2 e leve 3, estratégias complexas de marketing e publicidade que diariamente tentam nos convencer a precisar de alguma coisa nova e diferente, e acreditar que essa compra vai trazer felicidade e completude.

Por isso, é preciso adquirir a consciência dos mecanismos que existem por trás dessas táticas de mercado. Assim, fica mais fácil aprender a resistir aos impulsos e consumir com mais consciência.

Leia também:

Lixo zero há dez anos!