Escolas britânicas adotam uniforme sem restrição de gênero

Uma nova política implementada pelo governo britânico vai permitir que alunos de escolas públicas possam, a partir de agora, escolher o uniforme que desejam usar sem restrições de gênero. A nova política, adotada inicialmente em 80 escolas no Reino Unido, tem como objetivo derrubar preconceitos e acolher melhor crianças que questionam a sua identidade de gênero.

Pela nova diretriz do governo, todas as crianças desses colégios podem escolher se desejam usar calças ou saias. A mudança atinge tanto escolas primárias quanto secundárias.

Escolas particulares da Grã-Bretanha iniciaram esse movimento individualmente há cerca de um ano. Em janeiro deste ano, a escola particular Brighton College, considerada uma das 10 melhores da Inglaterra, foi uma das precursora em adotar a prática do uniforme sem gênero entre seus estudantes. O diretor colégio, Richard Cairns, revelou ao jornal The Independent que a mudança veio para atender pedidos de famílias. “Se alguns meninos e meninas são mais felizes se identificando com um gênero diferente do que nasceram, então meu trabalho é garantir que a escola acomode isso. Meu único interesse é com o bem-estar e a felicidade dos alunos”, diz o diretor.