Estudante cria máquina para alimentar cães de rua

Um estudante de engenharia transformou uma geladeira velha em uma máquina que fornece água e ração para cães de rua. Instalada na cidade de Uchoa, no interior de São Paulo, a máquina, inspirada em um modelo europeu, fez sucesso entre a população, que abraçou a iniciativa e vem ajudando a mantê-la sempre abastecida.

A engenhoca chamada “Geladeira do Bem” foi desenvolvida por Renan Lourenci a partir de uma idéia da amiga Lilian Pissolati. Ele retirou a parte elétrica da geladeira e instalou reservatórios para ração e água limpa, que se mantêm cheios através de um simples sistema de bóia.  A capacidade é de 20 litros de água e 50 quilos de ração. O compartimento de água conta ainda com um produto para evitar o surgimento de larva do mosquito que transmite a dengue. Além dos dois compartimentos para os animais, a máquina conta com um reservatório para as pessoas poderem doar ração.

A repaginação do aparelho levou quatro dias e custou apenas R$ 100, mudando a vida de cerca de 50 cães e gatos que vivem no centro da cidade.

Renan se inspirou em uma máquina semelhante inventada na Turquia, que ele descobriu em um post no Facebook.