Mercados ingleses criam horários dedicados a pessoas especiais

Dois mercados ingleses estão dedicando dias e horários específicos para receber pessoas com necessidades especiais de forma mais adequada. Pensando na inclusão de pessoas idosas, com deficiência intelectual ou problemas, como ansiedade e demência, que gostam de sair de casa para fazer compras, os mercados adaptam seus espaços uma vez na semana, fazendo esses clientes se sentirem mais seguros e acolhidos.

Na cidade de Gosforth, localizada no norte da Inglaterra, uma unidade de rede Sainsbury pratica toda terça-feira o “Slow Shopping” (compra devagar, em tradução livre). Das 13h às 15h, o local se torna mais agradável para pessoas com deficiências fazerem suas compras sem pressa, sem estresse e com ajuda de funcionários.

Katherine Vero (à esquerda) criou o Slow Shopping inspirada em sua mãe. Foto de divulgação

O Slow Shopping foi criado por Katherine Vero após a morte de sua mãe, que sofria de demência. Entre as mudanças propostas por Vero – e colocadas em prática em Gosforth – estão a distribuição de assentos pelos corredores e o treinamento de funcionários para oferecer um atendimento mais especializado.

Já em Manchester, o supermercado Asda criou, desde o início deste ano, uma iniciativa para proporcionar uma experiência mais tranquila para pessoas com autismo e deficiência. Todo sábado, durante uma hora, o local desliga sua música ambiente e escadas rolantes, deixando o local totalmente em silêncio.