Mergulhadores criam projeto de limpeza de praias

Infelizmente nem todas as pessoas respeitam a limpeza das praias e dos mares, deixando que o lixo contamine os oceanos e prejudicando a delicada harmonia dos biomas marinhos. Foi esse problema que estimulou um grupo de mergulhadores a criar o Projeto Verde Mar, iniciativa que realiza ações de vigilância ambiental marinha no Brasil e investe na educação ambiental e treinamento de mergulhadores.

Criado há um ano, o movimento realiza mensalmente uma ação de limpeza na Praia Vermelha, na Urca, no Rio de Janeiro, de onde já retirou mais de 110 quilos de lixo, entre eles garrafas de cerveja, calçados, talheres e até uma cadeira de escritório – tudo de uma profundidade de até doze metros.

Mergulhador durante ação na Praia Vermelha, no Rio.
Mergulhador durante ação na Praia Vermelha, no Rio. Foto divulgação.

De acordo com Caio Salles, jornalista e um dos mergulhadores responsáveis pelo projeto, a falta de fiscalização eficaz obrigou a ele e seus outros três amigos, fundadores do Verde Mar, a dar início ao trabalho permanente de limpeza submarina e conscientização dos frequentadores das praias da região.

O bom é que a iniciativa vem crescendo. Em sua última limpeza, a ação reuniu 20 mergulhadores que, assim como os organizadores, ficam pasmos com a quantidade e o perigo de muitos materiais descartados no mar, como as velas de ignição de carros, usadas como peso por pescadores locais, que demoram milhares de anos para se decompor, causando prejuízos incalculáveis ao meio ambiente.

Apesar de pequeno, o grupo vem lutando para aumentar a fiscalização na Praia Vermelha, proibindo o uso de redes na captura de peixes e forçando a regulamentação da pesca recreativa.