Milionário doa parte da fortuna para salvar refugiados

O multimilionário Christopher Catrambone, dono de uma fortuna estimada em mais de 30 milhões de dólares, está usando parte de seu patrimônio para salvar refugiados. Morador da ilha de Malta, localizada no mar Mediterrâneo, o empresário tenta mudar o destino de refugiados que atravessam o mar, partindo do norte da África rumo à Europa em busca de um futuro melhor.

Catrambone conquistou sua fortuna oferecendo seguro para pessoas em zonas de guerra e em áreas perigosas do planeta. No verão de 2013, o empresário velejava com a família pelo Mediterrâneo quando viu uma peça de roupa perdida no mar, provavelmente pertencente a mais um refugiado afogado durante a travessia. Percebeu então que deveria oferecer parte de seu tempo e de seu dinheiro para ajudar àqueles que se dispõem a enfrentar a travessia.

Com a esposa Regina, Christopher fundou em 2014 a Migrant Offshore Aid Station, uma organização que realiza buscas e salvamentos no mar. Utilizando drones e embarcações, a organização localiza pequenos barcos de refugiados e resgata seus ocupantes.

A organização afirma já ter salvo mais de 33 mil refugiados e pretende continuar operando enquanto a crise de migração não for resolvida. Além de parte da fortuna da família Catrambone, a MOAS recebeu outras doações para seguir realizando salvamentos.

Refugiado sendo salvo do mar
Organização Moas salva refugiados durante travessia no mar. Foto de divulgação

Em fevereiro deste ano, a banda Coldplay se tornou apoiadora oficial da MOAS e lançou um vídeo para ajudar a divulgar e arrecadar fundos para a organização. Veja o vídeo acima.

Para saber mais, acesse o site www.moas.eu (site em inglês).