ONG ilumina comunidades carentes com energia solar

A ONG Litro de Luz está levando iluminação às ruas de comunidades carentes do país, utilizando energia solar e materiais de baixo custo. A organização monta postes reutilizando objetos – como garrafas pet e canos de PVC – e capta a luz do sol para deixar as ruas mais seguras à noite.

A ideia de usar garrafas pet para distribuir eletricidade nasceu no Brasil, com o mecânico Alfredo Moser, e foi aprimorada pelo filipino Illac Diaz, que fundou a Litro de Luz para espalhar a tecnologia. Hoje, a organização está presente em 21 países.

No Brasil, com sede em São Paulo, a ONG já instalou postes de luz em bairros da Grande São Paulo, Florianópolis e no Rio de Janeiro. Em setembro, um mutirão reuniu 30 voluntários de todo o país para instalar postes em comunidades da Amazônia.

Modelo da Litro de Luz para residências. Foto de divulgação

O projeto possui dois modelos econômicos para iluminação. No primeiro, criado por Moser, a lâmpada é feita com uma garrafa de plástico preenchida com uma solução de água e alvejante, colocada em pequenos buracos nos telhados das casas. A luz solar incide pelo topo da garrafa e, pelo efeito de refração, espalha-se pelo ambiente. A luz levada para o ambiente equivale à potência de uma lâmpada de 55 watts.

Para resolver a falta de iluminação noturna nas ruas, problema que se mostrou mais urgente no Brasil, a ONG desenvolveu um segundo protótipo. Nele, a lâmpada noturna é composta de uma placa fotovoltaica, uma bateria que armazena até 32 horas de energia e lâmpadas led colocadas dentro de uma garrafa pet.

Voluntários instalam poste de iluminação. Foto de divulgação

Além de instalar as lâmpadas e postes em comunidades que não possuem iluminação pública, a ONG ensina os moradores a cuidar da manutenção dos equipamentos e replicar os modelos em mais casas e ruas, alcançando assim mais pessoas.

A ONG pretende agora levar luz para mais comunidades da região Norte e Nordeste do Brasil e vai contar com recursos extras para esse novo passo. Recentemente, a instituição ganhou um prêmio no valor de US$ 100 mil da Universidade St. Andrews, da Escócia.

Para saber mais, acesse o site http://www.litrodeluz.com.