Plataformas estimulam troca gratuita de conhecimento

Nem sempre a vontade de aprender é suficiente. Muitas vezes, para adquirir conhecimento é necessário gastar dinheiro com cursos e instrutores – o que, em alguns casos, acaba por distanciar pessoas com problemas financeiros ou agendas incompatíveis.

Para solucionar esse problema e promover a troca gratuita de experiências, algumas plataformas servem de ponte para quem quer aprender e com gente disposta a compartilhar seus conhecimentos.

Uma dessas iniciativas é o Bliive. Nessa comunidade, os usuários utilizam uma moeda de tempo (o bliive) para solicitar serviços, conhecimentos ou qualquer tipo de ajuda, como dicas de jardinagem ou auxílio para reparar um computador – tudo sem envolver dinheiro.

Plataformas possibilitam o aprendizado gratuito.
Plataformas possibilitam o aprendizado gratuito. Foto: Pixabay.

Método semelhante é aplicado pelo Time Republik, site que também usa créditos em tempo para que as pessoas compartilhem suas paixões, como aprender a usar um programa como o Photoshop ou ensinar matemática por meio de aulas particulares. Vale tudo quando o objetivo é ajudar o próximo.

Já na plataforma de crowdlearning Cinese o que vale é propor e participar de encontros diversos. Nela, após preencher um cadastro, o usuário compartilha seus sonhos e divulga interesses, podendo inscrever-se ou oferecer atividades de aprendizado livre, como um workshop de culinária coletivo ou apenas um bate papo sobre futebol.

O que conta é o engajamento e a promoção de encontros entre pessoas cheias de vontade de compartilhar seus conhecimentos, habilidades e experiências. As iniciativas já existem. Agora é escolher uma e aprender qualquer coisa em qualquer lugar.