Flores de festas viram alegria para idosos em asilos

A organização Flor Generosa está deixando mais bonita a vida de moradores de casas de repousos do Rio de Janeiro. O grupo, criado no final de 2015, recolhe flores utilizadas em festas da cidade e as transforma em novos arranjos, que são doados aos idosos.

As flores são provenientes de festas de aniversário, casamentos, cerimônias religiosas e outras celebrações. A organização atua duas vezes por mês, sempre aos domingos, e depende de doações do material usado nas celebrações realizadas especialmente nas noites de sábado.

Voluntária do grupo Flor Generosa entrega buquê de flores a idosa. Foto Divulgação
Voluntária do grupo Flor Generosa entrega buquê de flores a idosa. Foto Divulgação

A Flor Generosa foi criada por Carmen Couto tendo como modelo o trabalho do Instituto Flor Gentil, de São Paulo. Todo o trabalho é realizado por mais de 100 voluntários, desde a retirada do material dos locais de festa até a entrega dos arranjos. Como não possui sede própria, o grupo se reúne em um espaço improvisado para desmanchar os arranjos doados e fazer os novos buquês.

As flores são doadas a diferentes casas de repouso, para levar alegria a um número maior de idosos. Em seus mais de dois anos de atuação, a Flor Generosa já visitou mais de quarenta Instituições, onde foram entregues mais de 8 mil buquês. Todas as entregas são registradas e as fotos são postadas em uma página no Instagram.

Noivos entregam flores de seu casamento a grupo de voluntários Flor Generosa. Foto Reprodução Facebook
Noivos entregam flores de seu casamento a grupo de voluntários Flor Generosa. Foto Reprodução Facebook

Para Carmen e os voluntários que colaboram em seu projeto, o objetivo é levar alegria às pessoas não apenas com as flores, mas também com a visita e a atenção dedicada a elas.

Os resíduos que resultam desse trabalho, como folhas e flores não aproveitadas, são destinados à ONG Organicidade para compostagem.

O Instituto Flor Gentil, de São Paulo, foi criado em 2010, e reaproveita flores de grandes eventos para criar novos arranjos para doação em casas de repouso, instituições assistenciais e para pessoas de baixa renda.

 

Leia também:

Um herói para cães abandonados