Rede social conecta pessoas com deficiência

Milhares de teses de doutorado são feitas anualmente no mundo. Algumas conseguem, de fato, promover mudanças sociais.

Esse é o caso da D+eficiência, uma rede social que é voltada a pessoas com deficiências e que foi objeto da tese de Fabiana Faleiros Santana Castro, professora da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) da USP.

A ideia surgiu da observação de que existem diversos fóruns que promovem informações sobre pessoas com deficiência e ligadas a elas, como familiares, cuidadores, instituições e profissionais da área. Porém, nenhum conjugava todas elas num mesmo ambiente.

D+eficiência também promove troca de experiências entre deficientes e cuidadores. Foto: Pixabay.

Dentro da D+eficiência, que funciona como qualquer outra rede social em que o usuário efetua seu cadastro, é possível encontrar informações com a supervisão de profissionais de saúde, compartilhar experiências e debater desafios do dia a dia.

O foco é o auxílio no processo de reabilitação e na melhora da qualidade de vida de pessoas deficientes e daqueles que as cercam.

A tese de Fabiana, defendida na Alemanha, foi viabilizada em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a Universidade Federal do Pará (UFPA), a Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) e a Universidade de Dortmund, na Alemanha.