Trabalho voluntário cresce no Brasil

Os brasileiros estão fazendo mais trabalho voluntário. É o que aponta a pesquisa Outras Formas de Trabalho 2017 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Segundo a pesquisa, no ano passado, 7,4 milhões de pessoas dedicaram pelo menos uma hora por semana a um trabalho voluntário, número que representa um aumento de 12,9% em comparação com 2016.

O número de pessoas que realizam trabalhos dessa natureza equivale a 4,4% da população brasileira com 14 anos ou mais. Entre as mulheres, a porcentagem sobe para 5,1%, dado que demonstra que elas são a maioria nos serviços voluntários.

O perfil aponta também que as pessoas mais velhas e com maior grau de escolarização têm maior participação em trabalho voluntário, chegando a 8,1% dos brasileiros que possuem nível superior completo e 2,9% entre os que não têm instrução ou têm o fundamental incompleto.

Maior parte do trabalho voluntário é feito em organizações como asilos e hospitais. Foto Freepik
Maior parte do trabalho voluntário é feito em organizações como asilos e hospitais. Foto Freepik

Apesar do aumento no número de pessoas, o IBGE detectou uma diminuição na quantidade de horas dedicadas ao voluntariado, passando de uma média de 6,7 para 6,3 horas por semana.

Quase a totalidade do trabalho é realizado por meio de instituições, organizações ou empresas, como congregação religiosa, sindicato, condomínio, partido político, ONG, escola, hospital ou asilo. Enquanto isso, apenas 9% das pessoas fizeram o chamado trabalho voluntário individual.

Para o IBGE, é considerado trabalho voluntário aquele não compulsório, realizado por pelo menos uma hora na semana, sem receber remuneração ou benefícios em troca, e realizado em apoio a pessoas que não moram no mesmo domicílio do entrevistado e não são de sua família.

Leia também:

Voluntários levam Machado de Assis à periferia do Rio