Voluntários levam Machado de Assis à periferia do Rio

Transformar a leitura em hábito e discutir textos de autores conceituados é a meta do projeto “A Arte dos Contos“, criado pela Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Lazer do Rio de Janeiro. A ideia é incentivar, por meio do trabalho voluntário, a disseminação de escritores como Machado de Assis, entre professores e funcionários que trabalham nas escolas de educação integral.

Com foco em 62 escolas do município, entre elas a Rivadávia Corrêa, Carlos Lacerda e Nicarágua, a iniciativa visa não apenas incentivar o consumo de literatura, mas também debates sobre os temas abordados até o fim deste ano.

Livros são o foco da mudança social do projeto
Livros são o foco da mudança social proposta pelo projeto “A Arte dos Contos”. Foto Pixabay

Nós queremos incentivar a leitura como prática social, uma vez que a cada quinze dias haverá também, uma roda de conversa sobre os textos escolhidos”, explica Barbara Portilho, da Subsecretaria de Ensino.

Segundo ela, no decorrer do projeto os participantes, além da leitura e dos debates, serão estimulados a redigir seus próprios contos, que acabarão lidos por seus alunos. Desses, um texto de cada unidade será selecionado para integrar uma coletânea em formato digital, prevista para ser publicada em 2018.