Brasil fica em primeiro lugar em olimpíada de matemática

Apesar da baixa posição no ranking mundial de educação, o Brasil ficou em primeiro lugar na 7ª Olimpíada de Matemática da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), evento que aconteceu de 23 a 30 de julho de 2017 na cidade de Porto, em Portugal.

Com um total de quatro medalhas ganhas, o país foi muito bem representado pelos jovens Pedro Gomes Cabral, de Pernambuco, e Gabriel Ribeiro Paiva, do Ceará, que levaram a medalha de ouro, assim como pelos estudantes André Hiroshi Koga, de São Paulo, e Eduardo Quirino de Oliveira, do Distrito Federal, que ficaram com a de prata.

O grupo, que viajou a Portugal com seus professores, enfrentou dois dias de provas em que cada avaliação apresentava três problemas matemáticos – e cujo tempo destinado à resolução tinha como limite máximo quatro horas e meia.

Brasileiros na 7ª Olimpíada de Matemática da Comunidade de Países de Língua Portuguesa. Foto divulgação.

De acordo com Pedro Gomes, de 15 anos, as questões formuladas na olimpíada vão além daquelas que são encontradas no ensino normal. E não basta acertar o resultado. É preciso explicar para a banca examinadora cada detalhe que levou o concorrente até a solução.

Seu colega, Gabriel Paiva, de 14 anos, disse ter dividido o treinamento entre aulas ministradas e intensivos de exercícios. E o esforço valeu a pena. Além das medalhas, os jovens poderão usar o feito em seu futuro profissional. Que empresário não gostaria de contratar um campeão olímpico?

Além do Brasil, participaram dos jogos os outros países de língua portuguesa: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

Até os dias de hoje os brasileiros acumulam na competição 11 medalhas de ouro, 16 pratas e uma de bronze. E o país já foi por duas vezes sede da Olimpíada de Matemática da Comunidade de Países de Língua Portuguesa, em 2012 e em 2016.