Transporte sustentável vira tema de Conferência Global da ONU

A mobilidade urbana ganha cada vez mais destaque nas discussões em torno do futuro do planeta.

Nos dias 26 e 27 de novembro, aconteceu em Ashkhabad, Turcomenistão, a primeira Conferência Global da ONU sobre Transporte Sustentável. No site das Organização das Nações Unidas do Brasil (ONU Brasil), as declarações dadas pelo secretário-geral Ban Ki-moon durante o evento mostram preocupação, mas também otimismo.

Ele alertou para a necessidade de agirmos rapidamente na direção de limitar o aquecimento global a 2 graus Celsius, mas afirmou às delegações presentes que o “o mundo tem determinação, compromisso, imaginação e criatividade necessários para transformar os transportes em um sistema sustentável.”

O chefe da ONU apresentou na conferência sete sugestões para promover as mudanças que irão impactar positivamente a mobilidade urbana.

1- Criar políticas integradas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs).

2 – Exigir maior compromisso da comunidade internacional para lidar com os desafios dos países menos desenvolvidos no setor de transportes. Segundo Ban-Ki-moon, esses países precisam de “cruzamento de fronteiras simplificado e leis regionais harmonizadas”.

3 – Promover sistemas de transportes eficientes nas cidades, com melhorias no transporte público e incentivo ao ciclismo e caminhadas.

4 – Investir na maior segurança, acessibilidade e sistemas de transportes sustentáveis para todos.

5 – Desenvolver soluções para o sistema de transportes vigente com investimento em “novos designs, tecnologias e padrões de consumo”, por exemplo um táxi movido a energia solar e o avião do projeto Solar Impulse, totalmente dependente de energia renovável.

6 – Realizar mais investimentos no setor.

7 – Promover a união de governos, entidades internacionais, empresas e sociedade civil para tornar o transporte sustentável uma realidade.

A primeira Conferência Global sobre Transporte Sustentável reuniu, durante dois dias, representantes da ONU, de governos, do setor privado e da sociedade civil.

O grande objetivo do encontro foi criar uma agenda conjunta em busca de soluções para diminuir o impacto negativo do sistema de transportes no mundo. Entre os inúmeros problemas, como acidentes de trânsito com elevado número de vítimas e o stress generalizado, o transporte faz aumentar a poluição do ar, impactando diretamente no aquecimento global e levando à morte 3 milhões de pessoas por ano.

Fonte: site da ONU Brasil