Loja incentiva o não uso de embalagens

Inimiga número um da sustentabilidade, a embalagem é muitas vezes vista como um mal necessário na hora das compras. Mas não precisa ser assim. E uma das pessoas que prega isso é a norte-americana Lauren Singer, autora do blog Trash is for Tossers (“Lixo é para perdedores”, em português).

Conhecida por não produzir nenhum resíduo que não fosse reciclável, ela, ao lado do designer Daniel Silverstein, criou a loja “lixo-zero” Package Free, no Brooklin, em Nova York. Nela, tudo o que é comercializado pode ser compostado ou reciclado – e suas embalagens, além de utilizadas com parcimônia, são recebidas novamente para reutilização ou reciclagem.

Daniel Silverstein e Laura Singer, os idealizadores da loja "lixo-zero" Package Free.
Daniel Silverstein e Laura Singer, os idealizadores da loja “lixo-zero” Package Free. Foto divulgação.

Parte dos produtos, por sua vez, têm suas fórmulas ensinadas pela dona aos clientes, que podem aprender a fazer desodorantes, pastas de dente ou sabão em pó. Ciente de que nem todos são capazes de viver uma vida “lixo-zero”, Lauren também oferece dicas para reduzir o descarte.

Entre elas estão a troca da sacola plástica por reutilizáveis de pano, a substituição de garrafas plásticas pelas de aço inoxidável e o transporte de talheres reutilizáveis na bolsa. “Cada um pode fazer pequenas mudanças para reduzir a sua produção de lixo”, diz a dona da Package Free.

Kit com garfo pessoal vendido na Package Free.
Kit com garfo pessoal vendido na Package Free. Foto divulgação.K