Twitter traz licença-paternidade estendida para o Brasil

A empresa Twitter anunciou que vai oferecer aos funcionários brasileiros o benefício de licença-paternidade de 20 semanas. A prática já é adotada na sede da companhia, nos Estados Unidos, e visa valorizar a flexibilidade e o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.

Segundo a empresa, essa medida também busca contribuir para uma maior igualdade de gêneros, dando mais oportunidades para as mulheres que querem retomar a carreira após ter filhos.

Pela lei brasileira, homens têm direito a 20 dias de licença-paternidade remunerada, mas a regra é obrigatória apenas nas companhias cadastradas no programa federal Empresa Cidadã.