Uniformes transformados em cobertores

A FedEx Express, maior empresa de transporte expresso do mundo, reciclou 7 mil uniformes usados por seus funcionários para transformá-los em 1.500 cobertores a serem doados a instituições que ajudam pessoas carentes e animais desabrigados, que sofrem com a chegada do inverno.

A campanha faz parte de um programa que vem sendo realizado desde 2015 no Brasil, país pioneiro na iniciativa dentro do grupo. E o movimento não pára de crescer.

Em 2015, a empresa juntou 2.720 uniformes e produziu 825 cobertores. No ano passado, o número aumentou para 3.700 uniformes e 900 cobertores. Este ano, foram coletadas nas filiais brasileiras cerca de 1,6 toneladas de roupas, o que representou um volume quase 100 por cento maior do que no ano passado.

esteira com cobertores feitos a partir de uniformes reciclados
Cobertores feitos com uniformes reciclados da FedEx. Foto: divulgação

Retalhar

A campanha contou com o apoio da Retalhar, uma iniciativa socioambiental com sede em São Paulo, especializada em logística reversa da cadeia têxtil. Fundada em 2014 pelos sócios Jonas Lessa e Lucas Corvacho, respectivamente, gestor ambiental e biólogo marinho, a Retalhar evita que sobras de tecidos acabem em aterros sanitários ou que sejam incineradas – prática adotada por muitas empresas como forma de descarte para impedir que os uniformes sejam reaproveitados.

Reciclando os uniformes, resolve-se um problema ambiental, além de se dar trabalho a comunidades carentes, promovendo inclusão social e desenvolvimento humano.

O material que chega à Retalhar passa por uma triagem, para que sejam retirados aviamentos e logotipos das empresas. Depois disso, os tecidos entram em um processo de higienização, para depois serem triturados e desfibrados. O material então é levado para cooperativas de costureiras da periferia de São Paulo, que irão transformá-lo, por exemplo, em cobertores.

Muito legal, né? Fica a idéia para outras empresas fazerem o mesmo!