Escola gratuita de música reabre em Minas Gerais

Uma escola gratuita no interior de Minas Gerais que se tornou referência no ensino de música popular no Brasil retomou as atividades. A Universidade de Música Popular Bituca ficou fechada de 2016 a 2018 por falta de financiamento.

Bituca está localizada em Barbacena e forma músicos profissionais desde 2004. As primeiras turmas após o período de fechamento começaram em agosto e reuniram 160 alunos. A reabertura aconteceu graças ao apoio financeira da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e do Governo de Minas.

Instalações da Universidade de Música Popular Bituca. Foto Divulgação
Instalações da Universidade de Música Popular Bituca. Foto Divulgação

A escola foi criada pelo grupo Ponto de Partida – um grupo de teatro fundado em 1980 – e ocupou uma antiga fábrica de seda da cidade. A construção foi restaurada pelo grupo e foi transformada em centro cultural.

Além de oferecer aos alunos instrumentos dos mais variados, a escola possui ainda um estúdio de gravação com equipamentos de última geração. Um salão com 180 lugares é utilizado para shows, exposições, oficinas e seminários.

As aulas são voltadas para a música brasileira, com foco em canto e instrumentos. Além disso, entre os cursos oferecidos no local estão Produção e Gestão de Carreira, Engenharia de Áudio, Produção Musical e Palavra Poética.

Instalações da Universidade de Música Popular Bituca. Foto Divulgação
Instalações da Universidade de Música Popular Bituca. Foto Divulgação

A escola funciona principalmente aos finais de semana, para permitir que pessoas de todo o país possam frequentar as aulas, e o processo seletivo é feito por meio de audições focadas não na experiência, mas no talento.

O nome Bituca é uma homenagem a Milton Nascimento, padrinho musical do Ponto de Partida.

Leia também:

Música que muda tudo