Economia verde pode criar milhões de empregos no mundo

A economia verde tem o potencial de criar 24 milhões de postos de trabalho em todo o mundo até 2030. A estimativa foi divulgada pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) como parte da publicação “Perspectivas Sociais e de Emprego no Mundo 2018”. Segundo a OIT, esses trabalhos serão criados caso as políticas corretas para estimular a economia mais verde no mundo forem colocadas em prática.

Economia verde é aquela que busca melhorar o nosso bem-estar, reduzindo as desigualdades sociais que existem no mundo, protegendo o meio ambiente. O conceito foi desenvolvido pelo Programa das Nações Unidas para o Meio ambiente (Pnuma), em 2008,  e se refere a um conjunto de ações que visam à promoção de uma economia com crescimento pleno,  procurando conciliar a noção de produção de baixo carbono, o uso eficiente e sustentável dos recursos naturais e a inclusão social.

Segundo as análises da organização, esses 24 milhões de empregos serão criados em áreas como a produção de energias sustentáveis, o uso de veículos elétricos, serviços como purificação de ar e água e renovação e fertilização do solo.

Também devem apresentar grande crescimento no mercado de trabalho as vagas relacionadas com a economia circular, como reciclagem, reparos e aluguel de objetos.

Carros elétricos devem gerar novos empregos na economia verde. Foto PIxabay
Carros elétricos devem gerar novos empregos. Foto PIxabay

O número de vagas que serão criadas caso as políticas sejam implementadas vai superar as perdas de postos de trabalho em outros setores. Pela estimativa, esses milhões de empregos vão ser criados de forma desigual no planeta: a previsão é de 3 milhões de empregos criados nas Américas, 14 milhões na Ásia e no Pacífico e 2 milhões na Europa.

No entanto, deve haver queda nos postos de trabalho no Oriente Médio e na África por serem regiões dependentes de combustíveis fósseis e mineração, dois setores que devem ser abalados pelo crescimento da economia verde nas próximas décadas.

Ainda segundo a OIT, para que esse cenário se concretize, diversas mudanças devem ser implementadas para incentivar o crescimento da economia verde e os trabalhadores precisam ser devidamente treinados para desempenhar as novas tarefas necessárias e competir nesse novo mercado.

Leia também:

O que a Economia Azul tem que a Verde não tem