Cause, uma incubadora de negócios que mudam tudo

Incubadora de empresas. O nome vem mesmo daquelas máquinas instaladas em berçários e que fornecem um ambiente mais favorável para os primeiros dias de vida de bebês que precisam de cuidados especiais. As incubadoras sociais são exatamente a mesma coisa. Elas abrigam pequenas empresas de inovação (ou mesmo ideias de negócios que ainda nem viraram empresa) para dar a elas o apoio do qual precisam para sobreviver em seus primeiros momentos de vida.

A taxa de mortalidade de empresas brasileiras em seus estágios iniciais é muito alta. De acordo com um estudo do Sebrae, 50% das pequenas empresas morrem nos dois primeiros anos de atividade.  Por isso é tão importante a existência das incubadoras.

Segundo outra estimativa do Sebrae, existem no Brasil, cerca de … incubadores de negócios. Uma das mais novas é a Cause, criada pelo Parque de Inovação Tecnológica de Joinville e região (Inovaparq) para auxiliar na criação e desenvolvimento de negócios exclusivamente ligados a impacto social e ambiental.

sala da incubadora de negócios sociais Cause
foto: Facebook da Cause

“O objetivo da incubadora é desenvolver esses negócios com foco no impacto socioambiental para que eles não só solucionem problemas da sociedade, mas que gerem resultado financeiro positivo de forma sustentável. Elas precisam solucionar problemas sociais e mensurar isso de alguma forma”, diz o gerente da Cause Luiz Melo Romão.

grupo de trabalho na Cause, incubadora de inovação social Inovaparq
foto: facebook da Cause

A Cause funciona desde o ano passado no Perini Business Park, em Joinville. É a mais nova incubadora do Inovapark, que já tinha a incubadora de tecnologia Centra e a incubadora de novos negócios Cria-te. A caçula, Cause, já tem 11 empresas incubadas, oferecendo a elas infraestrutura e uma rede de mentores, que dão suporte em diversos assuntos ligados a gestão financeira, jurídica, e produção, além de fazer pontes com potenciais clientes, parceiros e investidores. Outra vantagem ó o fato comprado de que os investidores sentem mais confiança em alocar seus recursos em empresas incubadas em ambientes de inovação. Fora isso, os incubados trocam experiências entre eles, aprendendo juntos com seus erros e acertos.

Um dos projetos incubados na Cause é a Moralar arquitetura social (www.moralar.com), uma startup criada em 2017 para solucionar problemas enfrentados por moradores de regiões de baixa renda de Joinville.

campanha Sobras para o bem, da Moralar
foto: Facebook da Moralat

“A gente criou a campanha Sobras para o bem” de reutilização de insumos da construção civil. A gente arrecada material excedente de obras e reutiliza os mesmos, diminuindo os custos para estas famílias carentes” diz a arquiteta e urbanista Fernanda Adiers, criadora da startup. O material ao qual ela se refere inclui desde restos de tinta, bandejas e pincéis, cimento, tomadas, fios, … desde que estejam em bom estado de conservação e dentro do prazo de validade.

Fernanda explica que 51% da sfamilias de Joinville se encaixam no perfil da Moralar e que existem nesse universo existem mais de 30.000 habitações inadequadas, ou seja, que precisam passar por obras. A startup também presta assessoria na etapa de regularização de obras domesticas.

“Queremos promover projetos de moradorias populares com qualidade, baixo custo e responsabilidade ambiental,” completa Fernanda.

Outras starups que funcionam atualmente na sede da Cause são: Omunga, Aviva, Sustenta, O que faz bem,  Think Tank, Diário da Alegria, Conecta Projetos, Keep Eco, Caronear e Descolar.

Alem de incubar essas empresas, a Cause realiza uma serie de eventos para promover o empreendedorismo social, como as maratonas de impacto para outras empresas iniciantes que estão lutando para sobreviver em ambientes menos propícios do que uma incubadora.

Veja mais:

https://mudatudo.com.br/atitude-que-muda/escola-de-sao-paulo-aposta-em-projetos-de-inclusao-de-minorias/

 

 

 

 

SalvarSalvar

SalvarSalvar