“A mudança passa pela ética”

Se antes ainda havia dúvida, agora é certo que o futuro do planeta está em nossas mãos. Entender a importância da atitude de cada um de nós na construção de um mundo sustentável é o primeiro passo para fazermos as mudanças necessárias.

A economista Eduarda La Rocque entendeu isso há tempos. Primeira mulher doutora em economia pela PUC do Rio, Eduarda sempre usou a economia como uma ferramenta para promover o  desenvolvimento sustentável da cidade.  

Profissional nas áreas pública e privada, atuou como presidente do Instituto Pereira Passos, secretária de Fazenda da Prefeitura, assessora da diretoria do BNDES, sócia do banco BBM e fundadora da Risk Control, empresa de tecnologia especializada em finanças. A bem sucedida carreira de executiva não foi suficiente para deixá-la realizada, pelo contrário. Uma ponta de frustração por não ter conseguido fazer tudo o que gostaria, a fez migrar para o terceiro setor, criando o Pacto do Rio, uma parceria público-privada participativa entre seis “poderes.”  A ideia acabou se desdobrando na Usina Pensamento, uma empresa em sociedade com a filósofa Viviane Mosé, que tem como principal objetivo criar uma sociedade mais ética, menos desigual e mais justa.

Ética, aliás, é o tema pelo qual Eduarda tem o maior apreço. Nos bastidores da entrevista, gravada especialmente para o canal do MUDA TUDO no Youtube, ela confessou que o seu maior orgulho é a ética e moral dos seus filhos. Foram eles que a convenceram a oferecer ajuda ao então candidato à prefeitura do Rio,  Marcelo Freixo. Para Eduarda, a ética está acima de qualquer posição política, não importando que seja da direita ou da esquerda.