Laminados renováveis feitos de bananeiras

A empresa francesa FibandCo está transformando a fibra dos caules de bananeiras em laminados renováveis que substituem a madeira na indústria e no design. O material chamado Green Blade é totalmente renovável e é utilizado na produção de móveis (mesas, cadeiras e armários), como papel de parede e para cobrir portas.

A empresa tem sede na Martinica, para que a produção seja realizada perto da fonte de matéria-prima, diminuindo assim o impacto do transporte para longas distâncias.

Laminados renováveis Green Blade feitos com fibras de bananeiras. Foto Divulgação
Laminados renováveis Green Blade feitos com fibras de bananeiras. Foto Divulgação

Todo o processo de fabricação do Green Blade foi elaborado de acordo com conceitos sustentáveis, evitando o uso de água e de produtos químicos, como cola. Além disso, a energia usada na empresa é captada por painéis solares.

A banana é uma fruta abundante na Martinica. Os caules são cortados depois da colheita de banana, já tradicional na região, e levam apenas nove meses para se renovar. Antes da instalação da fábrica, essa parte da bananeira era deixada para se decompor depois de retiradas as frutas.

Funcionários da empresa francesa FibandCo na Martinica. Foto Divulgação
Funcionários da empresa francesa FibandCo na Martinica. Foto Divulgação

Além da aparência semelhante à madeira, os laminados renováveis de banana são resistentes e têm bons resultados como isolantes acústicos.

A empresa FibandCo afirma ainda que se preocupa não só com o meio ambiente, mas com os seus colaboradores. Apesar de a fábrica estar fora da França, a empresa garante que segue todas as regras de trabalho aplicadas na Europa.

Leia também:

Sustentabilidade une países da América