Um copo na bolsa, muita economia no mundo

O copinho do Movimento Menos 1 lixo ganhou cara nova! O copinho retrátil de metal criado por Fernanda Cortez e lançado em 2015 foi substituído por um modelo novo de silicone super charmoso, em diversas cores. O copinho comporta 400 ml e fechado tem somente 4cm de altura, cabendo até no bolso! E se não couber? Aí tem uma alça para pendurar o copo na mochila, no chaveiro, no cinto …

 

 

Segundo estimativas do Menos 1 Lixo, o uso do produto por uma pessoa durante um ano proporciona uma economia de cerca de 1.500 copos descartáveis de plástico! Basta comprar um, ter sempre com você e usar na hora H. O copinho tem tampa para não sujar na bolsa e não pesa nada.

Usar um copo de plástico descartável parece não ser nada demais, não é? Mas não é bem assim. O primeiro grande problema está na matéria-prima desses copos, o petróleo, uma fonte não renovável que provoca um grande impacto ambiental. Além do petróleo, a produção de cada copo utiliza entre 500 ml a 3 litros de água, segundo informações do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo. Tem ainda toda a energia elétrica usada nas fábricas na hora da produção e o problema da distribuição de tantos copos descartáveis por caminhões, emitindo uma enorme quantidade de CO2 no meio ambiente. Fora isso, tem ainda o problema do lixo. Todo ano produzimos cerca de 250 milhões de toneladas de plástico, um material que leva muitos anos para se decompor.

 

O movimento

O Movimento Menos 1 lixo nasceu com a preocupação da empresária e publicitária Fernanda Cortez com a quantidade de lixo no mundo. Ela teve a idéia depois de assistir a um documentário produzido pelo ator Jeromy Irons, o “Trashed, para onde vai o nosso lixo”. A projeção acabou e ela ficou com a pergunta martelando na cabeça. Até que descobriu que a “resposta estava na própria mão”: o copinho reutilizável. Aí pronto: surgiu o slogan: “Salvando o planeta 1 copinho por vez”.

Em dezembro de 2014, ela colocou no ar o site www.menos1lixo.com.br para contabilizar quantos copinhos descartáveis ela deixaria de consumir entre o dia primeiro de janeiro e o dia 31 de dezembro de 2015 se usasse sempre um mesmo copo. Nessa época, o copinho era de metal. No final do desafio, ela contabilizou 1.618 copos e conseguiu 7.000 seguidores, isto é, pessoas utilizando também o copinho retrátil.

A Fernanda defende que se cada uma dessas pessoas usar o próprio copo 5 vezes ao dia no lugar de um descartável, cerca de 12 milhões de copos terão deixado de ter sido jogados no lixo e cerca de 6 milhões de litros de água terão sido economizados.

O copinho virou símbolo de um comportamento de consumo mais consciente, não só em relação ao uso de copos descartáveis, também porque uma atitude leva à outra.

“Um copinho é muito mais que um copinho, é o primeiro passo de uma transformação do nosso planeta. E ela só acontece se formos muitos, e ela só acontece com você!” (Fe Cortez)

Por que o copinho mudou?

O novo copo é feito de silicone de grau alimentício, um material que tem menos aderência do que o silicone comum e, com isso, reduz a quantidade de água usada na hora de lavar. O material também não contém nenhum tipo de substância química que afeta a saúde e o meio ambiente. A tampa é feita de poliamida que também é livre de produtos nocivos. O copo é 100% nacional, do design à produção.

Venda

O copinho está a venda com exclusividade online no site SOU BARATO.com.br, o outlet das Americanas.com superligado em desenvolvimento sustentável. O outlet vende, além de  produtos novos, produtos que foram devolvidos pelos clientes sem nunca terem sido utilizados e produtos usados mas em perfeitas condições de reuso. É uma boa forma de gerar lucro e ao mesmo tempo diminuir os resíduos na natureza.

 

O copo original, de metal, custava R$ 49,90. Agora o novo custa 59,90. Teve um aumento, mas por uma justa causa!

Estimativas que a Fernanda juntou e impressionam

No Brasil são consumidos todos os dias 720 milhões de copos descartáveis

Cada brasileiro produz em média 1 quilo de lixo a cada dia, 365 por ano!