George Koukis e o plano de negócios ideal

Philotimo. Quem já ouviu essa palavra? Philotimo vem de “filos”, que significa “amigo” em grego, e “timi”, que significa “honra”. Seria algo como “amigo da honra”, ou “amor à honra”. Mas o significado da palavra é bem mais abrangente. Envolve amor, respeito, generosidade, orgulho e obrigação consigo mesmo, com a família, e com a comunidade.

“Faça do philotimo o seu estilo de vida. Essa é uma palavra grega que não tem equivalente em nenhuma outra língua. E todo mundo deveria adotar essa palavra. Se fizéssemos isso, nunca estaríamos um contra o outro. Precisamos nos unir novamente em torno de uma causa comum.”

Essa frase foi dita por um dos maiores empresários/empreendedores do mundo, o grego George Koukis, durante palestra no polo de impacto social CIVI-CO, em São Paulo. Koukis, que também é professor, filantropo, e um grande catalisador de mudanças, é fundador da Temenos,  empresa fornecedora de soluções tecnológicas para bancos no mundo todo.

Temenos significa algo sagrado, algo que você protege,” explica Koukis.

O empresário George Koukis em palestra no CIVI-CO, SP
O empresário George Koukis em palestra no CIVI-CO, SP

A origem do empresário

George Koukis nasceu na Grécia, em 1946, mas viveu a maior parte da vida na Austrália, para onde se mudou com a mulher. Filho de pais analfabetos, experimentou momentos de extrema pobreza na infância, chegando a ter dificuldade para comer todos os dias. Formado em Contabilidade, trabalhou na empresa aérea australiana Qantas e na companhia de seguros americana MSA. Depois do mundo empresarial, partiu para o universo do mercado de ações em 1986 e ganhou, como ele mesmo diz, muito dinheiro. Mas veio então o crash da bolsa de valores, um ano depois, quando ele também perdeu muito dinheiro. “Foi aí que eu vi que o lucro puro não é sustentável”.

Em 1993, George Koukis decidiu abrir o próprio negócio, ao ver que o mercado de bancos não tinha um prestador de serviços dominante. Nascia a Temenos, com um investimento inicial de 950 mil dólares e o foco em beneficiar clientes, fornecedores e funcionários. “A Temenos foi votada como a melhor empresa para se trabalhar na Suíça, nosso turnover (rotatividade de funcionários) é zero. “, diz orgulhoso. “Nós ganhamos prêmios todos os anos, pois somos comprometidos com a excelência. Isto é, tentamos sempre alcançar o melhor: o melhor produto, a melhor tecnologia, a melhor inovação. Em outras palavras, queremos ser um Rolls Royce, um Patek Phillippe... E não é coincidência que conseguimos isso. ”

E como conseguir isso?

“Nós focamos no sucesso e não no dinheiro. Dinheiro é consequência do sucesso. E também pensamos a longo prazo, pensamos nas pessoas, porque as pessoas são a chave. Eu penso assim: eu vou ser útil para as pessoas e também vou ganhar dinheiro com isso.”

George Koukis fala sobre retorno de investimento e retorno de integridade
George Koukis fala sobre retorno de investimento e retorno de integridade

Koukis faz questão de ressaltar a importância da governança na empresa, na importância de atuar com integridade, justiça, e com uma mentalidade incorruptível em um mundo que, segundo ele, “está com os valores de cabeça para baixo.”

Um sonho para o mundo

Para fomentar a integridade em nossa sociedade, o empresário criou a plataforma A Dream for the World (Um Sonho Para o Mundo) – DFW, um projeto pessoal para formar jovens lideranças pelo mundo com foco na integridade e no propósito.

“Os problemas enfrentados por nós no mundo são inúmeros: intolerância, conflitos geopolíticos e religiosos, desemprego, pobreza, poluição, superpopulação, dívidas soberanas, corrupção, e outros que a minha geração criou/ perpetuou nas últimas décadas,” diz George Koukis, esperando que aqueles novos líderes que ajuda a formar,  coloquem o benefício coletivo à frente dos interesses individuais e dêem exemplos para as próximas gerações.

No Brasil, o DFW atua com base em 3 pilares: impacto direto (atuando em projetos próprios), advocacy e produção de conteúdo sobre as causas, conceitos e ideias que apoiam e, finalmente, a criação, ampliação e fortalecimento de sua rede de parceiros.

encontro A Dream for the World/ Brasil Foto: Intento
Encontro A Dream for the World/ Brasil Foto: Intento

A palestra que acaba de realizar em São Paulo para novos empreendedores tem como tema central: o plano de negócios ideal

O plano de negócios ideal.

“90% das startups do mundo vão à falência. Na verdade, eu acho que é mais do que isso. Vamos falar sobre o que é preciso saber sobre os 10% oficiais que sobrevivem.” O empresário contou que o business plan da empresa dele não tinha números, mas tinha 16 afirmações, baseadas em alguns pontos que destacamos abaixo.

O empresário George Koukis fala sobre o plano de negócios ideal
O empresário George Koukis fala sobre o plano de negócios ideal

Sucesso, nas palavras do empresário George Koukis

“As pessoas associam sucesso com dinheiro, mas será que é verdade? Nós fomos doutrinados, passamos por uma lavagem cerebral de que dinheiro traz felicidade. E eu posso garantir que isso não é verdade. Por que se fosse, eu te pergunto: por que você não vira político ou traficante? Você destruiria uma floresta para ganhar dinheiro? As pessoas destroem as florestas só para fazer dinheiro. E me explica para que? Se cortarmos todas as árvores, todos vamos morrer.”

Pessoas

“Nós focamos em todas as pessoas que têm contato com a empresa, funcionários e clientes, pois nós não existimos sem eles. Um cliente feliz afeta positivamente outros 4. Um cliente infeliz afeta negativamente 25.”

“Em 2008, na grande crise financeira internacional, apesar de nossas ações terem colapsado, pois somos uma empresa de software para bancos, nós não mandamos uma só pessoa embora, Mas pedimos que elas concordassem em ter cortes em seus salários: 3% para funcionários abaixo de cargos de gerência, 10% para gerentes e 50% para o CEO, no caso eu. Eu disse: vamos todos nos ajudar, trabalhar dia e noite. Chegamos ao fim do ano com o dinheiro recuperado e devolvemos tudo em bônus para eles.”

Valores da empresa ressaltados no site www.tenemos.com ( imagem do site)
Valores da empresa ressaltados no site www.tenemos.com (imagem do site)

Empresários

“Você não pode liderar com medo e culpa. E tem mais: não escute ninguém, somente o seu sonho. Algo maior do que a ganância tem que liderar você e quanto mais impossível, maior a chance de mudar o mundo.”

Longo prazo

“Pense em longo prazo e você vai ver as coisas muito mais claras. Se um político não planeja em 100 anos, eu não confio nele. Quando você pensa no longo prazo, você não pensa em você, mas nas próximas gerações. Decida fazer coisas boas, não só para você, mas para a sociedade. Se as pessoas pensassem no longo prazo, o mundo seria melhor.”

“O meu sucesso veio de uma mentalidade a longo prazo.”

Um conselho para empreendedores

“Sugiro que todos os empreendedores ouçam música, música boa, pois amolece o coração e você vê o mundo de outro jeito.”

Versão em inglês/ English version

Philotimo. Who has ever heard this word? Philotimo comes from “philos” which means “friend” in Greek and “thymos” that means “honor”. Thus, it would mean something like “friend of the honor” or “love to honor”. But the actual meaning of the word is a lot broader. It involves love, respect, generosity, pride and sense of obligation towards oneself and your family and towards your community.

“May Philotimo rule your lifestyle. That is a Greek word that cannot be translated into any other language. And everybody should adopt that word. If we all did that, we would never be against each other. We must be once again united and fight for a common cause”, says George Koukis.

George Koukis is one of the most respected businessmen in the world and Muda Tudo met him during a lecture he delivered at CIVI-CO, a social impact hub in São Paulo, Brazil.

Koukis, who is also a professor, a philanthropist and a go-getter is the founder of Temenos, the worldwide largest software supplier for the banking industry.

“Temenos means something sacred, something you ought to protect”, explains Koukis.

His background

George Koukis was born in Greece in 1946 but has lived in Australia most of his life, where he moved to along with his wife. His parents were illiterate and he lived in extreme poverty as a child. There were days when he did not have enough to eat. Graduated as an accountant, Koukis worked for the Australian airline Qantas and for the American insurance company MSA. He exchanged all that for the stock market in 1986 where he made a fortune only to lose it all in 1987 when the market crashed. That was when he realized that profit is not sustainable for itself. In 1993, he decided to launch his own company as he spotted an opportunity to render services for the banking sector. That was when Temenos was found, with a 950,000 dollars investment and the goal to take into consideration the wellbeing of its stakeholders (clients, suppliers and employees). “Temenos is among the best companies to work for in Switzerland. Our turnover is inexistent,” he
brags. “We are given awards year after year because we are committed to excel. We are committed to being the best at what we do: best product, best technology, best innovation. In other words, we want to be a Rolls Royce, a Patek Phillippe… It is not a coincidence that we actually achieved that.”

And how to achieve that?
“We focus on success, not the money. Money is a consequence of success. And we think long term. We think about people because people are key. I want to be useful to people and make money out of that.” Koukis emphasizes that integrity, justice and corporate governance are crucial for success as the world seems to be upside down and good values have been corrupted everywhere.

A Dream for the World
In order to increase integrity among our society, Koukis has created a platform named A Dream for the World, which is a personal project created in order to forge young leadership around the world, focusing on integrity and on purpose. “We all face many problems nowadays: intolerance, geopolitical and religious conflicts, unemployment, poverty, pollution, over population, sovereign debts, corruption… among many others my generation created or perpetuated in the last decades,” said George Koukis. He hopes that the new leaders he is helping to forge may be able to think collectively other than in an individual scale and, thus, give the following generations a good example to follow.

In Brazil, A Dream for the World operates according to 3 pillars: direct impact (on its own projects), advocacy and content production about the causes, concepts and ideas they support and, finally, the creation and strengthening of its partners network. The lecture Koukis delivered in Sao Paulo to new entrepreneurs was about the ideal business plan. “90% of the startups in the world go bankrupt. Actually, it is probably more than 90%, I think. Let’s talk about what we need to know about the 10% of the companies that have made it.” He tells the audience that his company’s own business plan did not have numbers, only statements, which could be summarized as follows:

Success

“People associate success with money, but is it really true? We were lectured, brainwashed, they
state money is the key for happiness. I can guarantee you that it is not true. If it were true, why don’t
you become a politician or a drug dealer? Would you destroy a forest in order to make money?
People destroy forests only to make money. Can you explain me why? If all trees are cut down, we
will all die.”

People

“Our drive is our stakeholders, employees and clients, because we do not exist without them. A happy
customer positively impacts other 4. An unhappy customer negatively affects other 25. In 2008, in the middle of the great financial crisis, we did not fire a single employee, even though the price of our share had collapsed (due to the fact that we supply software for banks). Instead we
offered them a deal: we would cut down the wage of our staff by 3%, and by 10% in the case of managers. I had my own wage cut by 50%. I said: let’s all help ourselves working day and night. At the end of the year, we had a profit and we paid everybody bonuses.”

Businessmen

“You can’t be a leader if you feel fear or guilt. And don’t give up your dream. Something bigger than greed has to guide you and the more impossible your dream is, the bigger is the chance that it will change the world for the better.”

Long term

“Think long term and you will see things a lot more clearly. If a politician does not consider the time lapse of a 100 years I know I can’t trust him. When you think long term, you don’t think about you, but on the next generations. Decide to do good things, not only for you but for the rest of the society as well. If only people could think long term, the world would be much better off. My success is due a long-term reasoning.”

A piece of advice for new entrepreneurs.

“I suggest they all listen to music, to good music, because it softens your heart and you see the world
another way.”

Let music be the instrument for change. We all need music. We all deserve a change.

 

Veja também no Muda Tudo:

O poder transformador da Arquitetura